Quero Participar!
Quero participar!

O caminho para a sua expressão mais autêntica e começa nas profundezas: a Mulher Selvagem aponta a direção.

 

Clube Resselvagem é uma experiência de reconexão selvagem e estudo vivencial ancorada nas histórias do clássico livro Mulheres que correm com os lobos, de C.P. Estés.

Os encontros online são facilitados por Barbara Nickel e Mariana Bandarra, criadoras do podcast Talvez Seja Isso.

Neste ciclo, nossa jornada inclui seis encontros ao vivo, um por mês, para fortalecer nossa força criadora  e desbloquear nossa autoexpressão mais autêntica, guiadas pelos ensinamentos das histórias La Llorona, Baubo e Urso da Meia-Lua.

Sozinha é muito difícil — neste ciclo o Clube Resselvagem traz histórias-bálsamo para reverter as feridas dos silenciamentos e restaurar nossa potência criadora inata — a capacidade de  transformar em antídoto o que um dia foi veneno. Porque uma mulher que se expressa com verdade não está curando só a si mesma — ela cura  tudo ao seu redor. Vamos juntas?

Me sinto pronta!

Clube Resselvagem

Em 2024, vamos mergulhar juntas em três histórias para resgatar nossa potência criadora e desbloquear uma autoexpressão autêntica e saudável.

La Llorona e as águas cristalinas da vida criativa

E se você mostrar sua criação mais preciosa e não receber a resposta que queria? Ao contrário do que nos ensinaram, uma vida criativa não é um luxo reservado a "pessoa especiais" — pelo contrário, criar é o estado natural do feminino saudável em nós. A história de La Llorona contém  um mapa poderoso que nos ajuda a reconhecer as obstruções e a desarmar as arapucas que aprisionam nossa força criadora.  

Baubo e a arte de curar pelo escracho

O medo do que "os outros vão pensar" atrapalha sua vida criativa? A imagem impactante da vulva que ri escancara nosso medo de pintar fora da linha. Baubo é a guardiã do absurdo, do obsceno. Sua gargalhada selvagem estremece até mesmo as estruturas mais rígidas dentro da psique humana. Baubo ensina a transformar em remédio o deboche e o "besteirol" — e assim nos livra da tragédia de sermos "boas moças" à espera de aprovação. 

Urso da Meia-Lua e a fúria sagrada como combustível criativo

Entre o medo de sermos chamadas de loucas e o desejo de sermos aceitas em nossas relações, muitas de nós nos habituamos a suprimir nossa própria raiva. Esta história contém um mapa psíquico que nos ensina o caminho para expressar essa emoção de maneira saudável, fortalecendo nosso senso de justiça, nossa capacidade de reconhecer nossos limites e nossa autoexpressão autêntica.

Quero saber mais!
Quero me inscrever!

Veja o calendário completo 2024

(e coloque na agenda!)

Ao se inscrever, você receberá um e-mail com todas as datas. Pertinho da hora de cada sessão, a gente também vai avisar e enviar o link de acesso por e-mail (e por WhatsApp, para quem desejar receber avisos por WhatsApp). Mas a gente recomenda que você já coloque os encontros como compromissos na sua agenda, calendário... Nos encontraremos sempre online, às 19h30 (horário de Brasília).

E, se não puder participar ao vivo, tudo bem: todos os encontros são gravados e ficam disponíveis até 31/1/25.

23 de maio | Abertura 

Apresentações e a força criadora nas histórias deste ciclo. Abertura dos trabalhos coletivos e individuais: o que estamos tecendo juntas? Oráculo das chaves de integração: histórias de iniciação (La, Loba, Barba-azul, Vasalisa)  de parceria (Manawee, Mulher-Esqueleto, Patinho feio) e de limites (Sapatinhos Vermelhos, La Mariposa e Pele de Foca.

 

20 de junho | La Llorona 

A vida criativa do feminino selvagem. Os poluentes do rio abaixo do rio — o que obstrui nosso acesso à força criadora? Histórias como matéria prima e a responsabilidade sagrada de dizer "sim" à vida criativa.

 

18 de julho | La Llorona, Menininha dos fósforos, Três cabelos dourados 

O ecossistema criativo. Autopreservação e a força da comunidade. O tempo da Mulher Selvagem. Desromantização da vida criativa: o que pode dar certo? 

22 de agosto | Baubo 

A gargalhada, o deboche e o obsceno como ferramentas de ruptura com as normas da "boa moça" . As benesses de "não levar tão a sério" as coisas que são sérias. Brincadeira e vida criativa. 

 

19 de setembro | Urso da Meia-Lua 

Raiva e autoexpressão. O medo da própria fúria. O fardo histórico da loucura. Maneiras de distinguir o fogo que destrói e o fogo que transforma. A visita à tenda da anciã curandeira e o poder libertador da "última gota". .

 

24 de outubro | Colheita e celebração 

Celebração e troca dos tesouros, integração e fechamento do ciclo em comunidade.

Bônus para as inscritas

Neste ano, nós decidimos oferecer alguns presentes para quem se inscrever. Veja quais são os bônus deste ciclo do Clube Resselvagem.

Acesso às gravações dos ciclos anteriores

As inscritas recebem acesso à TODAS as gravações e materiais de apoio dos encontros dos anos anteriores, que incluem as histórias La Loba, Barba Azul, Vasalisa, Baba Yaga, Patinho feio, Mulher Esqueleto, Manawee, La Mariposa, Sapatinhos Vermelhos e Pele de foca. 

 

Grupinho no WhatsApp

Todas as inscritas ganham acesso à pequenos grupos de WhatsApp, onde enviaremos lembretes e teremos conversas sobre as sessões. Você é convidada, mas só entra se quiser.

Leitura oracular para as 20 primeiras inscritas

As 20 primeiras inscritas ganharão uma leitura oracular, em um áudio de até 5 minutos que a Mari vai gravar especialmente para cada uma. A leitura será baseada no "oráculo das chaves" que nós estamos criando com base nos ensinamentos do livro Mulheres que Correm com os Lobos.

 

Sessão extra para as 40 primeiras inscritas

As 40 primeiras inscritas serão convidadas para uma sessão extra! Agendaremos uma sessão extra para explorar mais a fundo o mapa do ciclo criativo que C.P. Estés descreve em sua análise da história de La Llorona: esse ciclo compreende as seguintes etapas: inspiração, concentração, organização, execução e manutenção. Teremos espaço para compartilhamentos e trocas a partir das experiências criativas de cada uma.

Sua inscrição ajuda uma família a reconstruir sua casa!  

20% do valor das inscrições do Clube Resselvagem será doado para apoiar uma família afetada pelas enchentes no RS. Hallana, sua irmã Hayline e a Maria Heloisa, mãe das duas, são moradoras do bairro Sarandi, em Porto Alegre. Como centenas de milhares de outras pessoas, as três estão desabrigadas por conta das enchentes — mesmo assim, elas distribuem mais de 700 marmitas por dia e estão atuando em quatro abrigos na região. Em comunidade, somos capazes de fazer a diferença na vida dessa família!

Quero me inscrever agora e ajudar!
Quero saber mais e ajudar diretamente!

Qual é o investimento?

Você pode fazer sua inscrição no Clube Resselvagem com cartão de crédito (parcelado em até 10 vezes) ou Pix.

Está fora do Brasil, e seu cartão é internacionalVocê pode pagar  pelo PayPal usando este link aqui.

Precisa de apoio financeiro? Você pode se inscrever no nosso Programa de Acesso Solidário. Basta preencher este formulário (inscrições entre os dias 15 e 22 de maio).

Leia nossos termos de uso.

Clube Resselvagem 2024

R$ 432

em até 10x de R$ 43,20 sem juros no cartão

  • Acesso à seis encontros ao vivo, do Clube Resselvagem em 2024, com gravações e materiais de apoio para uma pessoa (gravações disponíveis até 31/1/25)
  • Bônus: Acesso às gravações dos ciclos anteriores, em que olhamos para as chaves da iniciação, da parceria e limites saudáveis com materiais de apoio (gravações disponíveis até 31/1/25)
  • Bônus: Gravações das sessões da Semana da Reconexão Selvagem (disponíveis até 31/1/25)
  • Grupo de WhatsApp para lembretes, que será aberto para interações em momentos específicos
  • Solidariedade: 20% do valor da sua inscrição ajuda uma família vítima das enchentes do Rio Grande do Sul
Quero

Quem somos

Juntas, nós duas, Mariana Bandarra e Barbara Nickel, criamos o Planejamento Selvagem (uma metodologia regenerativa de planejar) e o Talvez Seja Isso (o podcast mais selvagem da Web), onde mergulhamos em um estudo profundo e vivencial dos arquétipos e mitos do livro Mulheres que correm com os lobos.

A partir dessa experiência, continuamos sonhando juntas novas criações para servir à nossa comunidade. O Clube Resselvagem atende a um velho desejo nosso de ver este estudo amplificado na prática, através de outras vozes e perspectivas.

Quem somos

Juntas, nós duas, Mariana Bandarra e Barbara Nickel, criamos o Planejamento Selvagem (uma metodologia regenerativa de planejar) e o Talvez Seja Isso (o podcast mais selvagem da Web), onde mergulhamos em um estudo profundo e vivencial dos arquétipos e mitos do livro Mulheres que correm com os lobos.

A partir dessa experiência, continuamos sonhando juntas novas criações para servir à nossa comunidade. O Clube Resselvagem atende a um velho desejo nosso de ver este estudo amplificado na prática, através de outras vozes e perspectivas.

O que o Clube Resselvagem NÃO é

Não somos psicoterapeutas. Trabalhamos com este livro na posição de pesquisadoras, pensadoras, curiosas, praticantes. Para nós é fundamental abrir este espaço com transparência e responsabilidade, por isso queremos deixar claro que o Clube Resselvagem não é um processo terapêutico. Sabemos que qualquer círculo possui o potencial transformador e que a cura de uma é a cura de todas, mas é importante também esclarecer que este não é um círculo de sagrado feminino. Nosso entendimento é o de que tudo é sagrado (e isso inclui o feminino!) mas o escopo deste trabalho não inclui rituais, espiritualidade, deusas, etc.

Ficou alguma dúvida?

Manda pra gente!